Repúblicas de Ouro Preto

As chamadas “repúblicas de Ouro Preto” são repúblicas estudantis, públicas ou particulares, onde vive a maioria dos alunos da UFOP, a Universidade Federal de Ouro Preto.

No caso das repúblicas estudantis federais (REFOP), ou seja, casas adquiridas com verba do governo federal, os estudantes têm à sua disposição, uma forma de moradia peculiar, um modelo que não é visto em nenhum outro lugar do Brasil, tendo apenas uma situação similar nas Repúblicas Estudantis da Universidade de Coimbra, Lisboa, Portugal.

São mais de 100 repúblicas em Ouro Preto, com títulos sui generis e às vezes engraçados. Os alunos alegam que a universidade teria um gasto muito alto para mantê-las, perdendo poder de investimento na qualidade de ensino. Dessa maneira, os “moradores” acordaram com a própria universidade a autonomia de escolha de seus moradores, dando em contrapartida, manutenção dos imóveis pertencentes a ela.  Eles mantêm a moradia cuidando desse patrimônio e organizando eventos para a arrecadação de fundos, que são investidos na manutenção das mesmas.

Cada república tem a sua autonomia para estabelecer seu próprio regimento interno, seja pública ou particular. Estabelecem um sistema de seleção de novos moradores conhecido como “Batalha” e o estudante novato é denominado de “Bicho”. Esse estudante novato passa por um período de avaliação dos moradores da república, que mantêm uma hierarquia por ordem de chegada à casa. Essa hierarquia, que varia de república para república, serve principalmente para melhor organização do grupo. Mas há casos, por exemplo, onde as mesmas não possuem hierarquia.

Repúblicas de Ouro Preto

Na foto acima pode-se observar nomes e placas de algumas das inúmeras repúblicas de Ouro Preto. “Grandes nomes” passaram por muitas dessas repúblicas. Inclusive Aquelas mais tradicionais e antigas, mantêm vínculo com os ex-alunos, que, em algumas das festas, como a do “doze” por exemplo revisitam as repúblicas e participam das festas. Muito bom e muito interessante.

Para João Vitor Abreu, um dos moradores da “Sem Norte” (primeira e maior imagem), a UFOP é uma das melhores Universidades do mundo… Mesmo!

Alguns Nomes das repúblicas: Sem Norte, Maracangalha, Calabouço, Alcatéia, Kaos, Cafôfo, Taberna, Ninho do Amor, Tira-Burka, Barraca Armada, Fruto Proibido, Pureza, Necrotério, Afrodite, Castelo dos Nobres, Vaticano, Tróia, Poleio dos Anjos, Bicho do Mato, Copo Sujo, Quitandinha, Muvuca, Mais ou menos, Tarja Preta, Frikote, Meninas Gerais, Cantinho do Céu, Consulado, Bangalô, Área 51, Sete Pragas, Tabajara, Utopia, Doce Veneno, Matutos, Mixuruca, Maxixe, Jardim de Alá, Diretoria, Sem Destino, Sonegada, Caverna, Tonteria, Dominakana, Tôa Tôa, Nau Sem Rumo, Fogo de Palha, Pulgatório, Copo Sujo, Caso Sério e muitas outras.

Por Iara Abreu